MÁSCARA EFEITO TEIA

MÁSCARA EFEITO TEIA

R$ 110,88
Tax R$ 99,00
Produtos por marca Canon
Modelo: Máscara efeito teia
Estoque Em estoque

Descrição do Produto

MÁSCARA EFEITO TEIA

Segundo a cosmetologista Maria Ines Harris, as madeixas cacheadas, principalmente as mais crespas, têm a estrutura da cutícula irregular, como ranhuras ao longo do fio. “É por esses desníveis que o cabelo acaba perdendo muito água, fica ressecado e propenso à quebra”, conta. O colágeno atua retendo a água no fio, preenchendo as ranhuras e uniformizando a cutícula – o resultado são cachos hidratados e, por essa razão, definidos por mais tempo. “Funciona até mesmo como uma resistência mecânica”, conta a especialista. Isso acontece porque a água que o colágeno ajuda a reter no fio deixa a estrutura menos frágil, diminuindo as chances dele se partir com facilidade, Máscara efeito teia.


USE DA MANEIRA CORRETA PARA OTIMIZAR OS EFEITOS

Para a especialista, a melhor forma de usar o colágeno é em forma de leave-in: “as propriedades do colágeno são próprias de um finalizador, já que ele age apenas na parte externa do fio, depositando as moléculas que se agarram à cutícula e retém a água no fio”, revela. Essa é a razão do produto ser um dos mais eficientes quando se trata de deixar os cachos intactos durante todo o dia – como evita o ressecamento, os caracóis não se desmancham tão facilmente.

Máscaras à base da substância exigem alguns cuidados para que o produto realmente faça efeito. Como as moléculas do colágeno são grandes, elas não penetram facilmente na cutícula a ponto de ficarem retidas depois que o creme for enxaguado: “para conseguir um bom resultado é preciso usar calor para abrir a cutícula durante o tempo da máscara e procurar sempre produtos em que o colágeno seja o carro-chefe – assim é mais provável que haja uma alta concentração da substância”, ensina.

LISOS QUIMICAMENTE TRATADOS TAMBÉM PODEM RECORRER AO COLÁGENO

Fios naturalmente lisos têm poucas chances de serem ressecados por causa da oleosidade natural, mas os quimicamente tratados podem se beneficiar do colágeno para amenizar a aparência danificada. “A química faz esses cabelos perderem aos poucos a estrutura da cutícula, que funciona como uma espécie de capa protetora do córtex. Já analisei microscopicamente alguns cabelos tão danificados que a cutícula era praticamente inexistente”, revela a professora do curso de Especialização em Cosmetologia das Faculdades Oswaldo Cruz. Nesses fios, o colágeno age do mesmo jeito e retém a água na cutícula, preenchendo os espaços vazios. O resultado é um visual mais saudável e com menos chances de quebra.

MÁSCARA EFEITO TEIA

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
    Ruim           Bom